Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorBinenbojm, Gustavo
dc.date.issued2005-01
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Direito Público, Belo Horizonte, v. 3, n. 8, jan. 2005.pt_BR
dc.identifier.citationRevista da EMERJ, Rio de Janeiro, v. 8, n. 31, 2005.
dc.identifier.urihttp://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/31208
dc.description.abstractProcura demonstrar a inconsistência teórica do princípio da supremacia do interesse público sobre o particular, argumentando que, a partir dessa constatação, o direito administrativo não tem mais como ser explicado a partir de um postulado de supremacia, mas sim de proporcionalidade.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista brasileira de direito públicopt_BR
dc.subjectInteresse público, aspectos constitucionais, Brasilpt_BR
dc.subjectInteresse individual, aspectos constitucionais, Brasilpt_BR
dc.subjectSupremacia, Brasilpt_BR
dc.subjectPrincípio da proporcionalidade, Brasilpt_BR
dc.subjectDogmática jurídica, Brasilpt_BR
dc.subject.otherInteresse pessoal
dc.subject.otherInteresse privado
dc.subject.otherInteresse público primário
dc.subject.otherInteresse público secundário
dc.titleDa supremacia do interesse público ao dever de proporcionalidade : um novo paradigma para o direito administrativopt_BR
dc.typeArtigopt_BR
Arquivo TamanhoFormato 
supremacia_interesse_publico_binenbojm.pdf364.54 kBPDFVisualizar