TítuloEducação
Autor(es)Martins, Humberto Eustáquio Soares
Data de publicação2005
ResumoComenta que o único caminho para o Brasil ingressar num período definitivo de estabilidade econômica e social é dotar a população de um nível de educação melhor. Explica que o Governo Federal deu um passo importante na direção de um sistema de ensino mais eficiente ao estabelecer a matrícula de crianças de seis anos no ensino fundamental regular, um ano antes do que ocorre atualmente. Denuncia algumas lideranças sindicais e a iniciativa de alguns Estados em antecipar a matrícula para os seis anos de idade escondendo o propósito de receber mais recursos do Fundef. Afirma que tal fato não invalida a iniciativa, pois seu reflexo é positivo na formação dos jovens brasileiros e no auxílio de famílias de baixa renda a alimentar os filhos. Menciona exemplos de outros países e conclui defendendo que a educação é fator de crescimento e desenvolvimento, constituindo-se como prioridade essencial de qualquer governante.
AssuntosGoverno federal, educação, Brasil
Ministério da Educação, Brasil
Poder público, educação, Brasil
FonteMARTINS, Humberto Eustáquio Soares. Educação. BDJur, Brasília, DF, 2005. Disponível em: <http://bdjur.stj.jus.br//dspace/handle/2011/8901>. Acesso em: 28 nov. 2011.
TipoOutros
Ao citar o item, usehttp://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/8901
Arquivo TamanhoFormato 
Educação.pdf21.71 kBPDFVisualizar