TítuloO culto da deontologia pelo Juiz
Autor(es)Delgado, José Augusto
Data de publicação1995
ResumoDiscorre sobre a influência da deontologia no exercício da magistratura e relaciona definições. Aborda as regras de conduta do magistrado previstas na lei. Descreve o comportamento do juiz, tanto na vida profissional, como familiar e social. Ressalta os deveres, prazo para despachar, decidir e concluir os autos. Menciona regras de conduta impostas ao Juiz e não previstas na lei, relaciona limites a serem seguidos na vida profissional e privada. Por fim, afirma que o magistrado é, além de um integrante do Judiciário, agente político, condutor da atividade jurisdicional do estado, integrante da sociedade que assume deveres éticos e morais e que a sua missão é realizar o bem comum, fim supremo do Direito.
AssuntosDeontologia jurídica, Brasil
Ética forense, Brasil
Juiz, poderes e atribuições, Brasil
FonteDELGADO, José Augusto. O culto da deontologia pelo juiz. Revista dos Tribunais, v. 84, n. 715, p. 335-341, maio 1995. Disponível em: <http://bdjur.stj.jus.br//dspace/handle/2011/16218>. Acesso em: 2 dez. 2011.
TipoArtigo de revista
Ao citar o item, usehttp://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/16218
Arquivo TamanhoFormato 
Culto_Deontologia_Pelo_.pdf81.9 kBPDFVisualizar