TítuloAmérica do Sul
Autor(es)Martins, Humberto Eustáquio Soares
Data de publicação2005
ResumoComenta a influência dos Estados Unidos, em relação as crises venezuelana e boliviana: na Venezuela, um golpe de Estado articulado pelos setores mais conservadores, depôs o presidente eleito; na Bolívia, setores do campesinato, rebelaram-se contra o governo Gonzalo Sánchez de Lozada, episódios, que revelam uma transferência para a América do Sul do eixo das grandes decisões internacionais que dizem respeito a esta parte do mundo, ao contrário do que acontecia no passado, quando os norte-americanos decidiam o que devia ser feito, e quando devia ser feito, na América do Sul. Conclui afirmando que os governos do Brasil e da Argentina, legitimamente eleitos, afinados em matéria de política internacional, inviabilizam, de agora em diante, a velha política de jogar país contra país, posta em prática durante tanto tempo, e que hoje, a América do Sul vive um novo tempo, com novas decisões internacionais.
AssuntosEstados Unidos, política internacional
Relações exteriores, Venezuela, Bolívia, Argentina
Relações exteriores, Brasil, Estados Unidos
América do Sul, Brasil
FonteMARTINS, Humberto Eustáquio Soares. América do Sul. BDJur, Brasília, DF, 2005. Disponível em: <http://bdjur.stj.jus.br//dspace/handle/2011/8881>. Acesso em: 24 nov. 2011.
TipoOutros
Ao citar o item, usehttp://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/8881
Arquivo TamanhoFormato 
América_do_Sul.pdf21.93 kBPDFVisualizar