TítuloModernidade contraditória
Autor(es)Martins, Humberto Eustáquio Soares
Data de publicação2005
ResumoAnalisa o número de vítimas, mortos e feridos, observando que algo de novo acontece em matéria de utilização de equipamentos e munições. Avalia que o número de vítimas é relativamente mais baixo, quando comparado ao que ocorria no passado nas ações militares. Cita exemplos com outros bombardeios aéreos onde provocaram milhares de mortos. Explica como as armas se transformaram em instrumentos mais poderosos, enquanto o número de mortos e feridos diminui. Por fim, comenta o emprego da tecnologia para executar as guerras com o mínimo de vítimas e, conseqüentemente, com o alarido confusão possível.
AssuntosAção bélica
Ação militar
FonteMARTINS, Humberto Eustáquio Soares. Modernidade contraditória. BDJur, Brasília, DF, 2005. Disponível em: <http://bdjur.stj.jus.br//dspace/handle/2011/8982>. Acesso em: 25 nov. 2011.
TipoOutros
Ao citar o item, usehttp://bdjur.stj.jus.br/dspace/handle/2011/8982
Arquivo TamanhoFormato 
Modernidade_Contraditória.pdf22.75 kBPDFVisualizar